A Mina de Ouro São Chico

A jazida São Chico está localizada a cerca de 30 quilômetros a sudoeste da mina Palito e o acesso se dá por via terrestre, pela Rodovia Trans-Garimpeira , passando pela comunidade de Jardim do Ouro.

Os recursos existentes foram identificados em dois tipos de estrutura: no veio principal e no veio paralelo; eles cobre uma direção de aproximadamente 600 metros. no passado, a atividade artesanal no veio principal contava com um poço de 18 metros de profundidade, que dava acesso a uma galeria de exploração de 58 metros de comprimento.

No começo de 20114, a Serabi deu início a trabalhos de terraplanagem que permitissem expor o leito rochoso e construir um portal de mina. O portal foi concluído pouco antes do fim de setembro de 2014. Durante o quarto trimestre de 2014, a construção da rampa de acesso chegou aos primeiros dois níveis de desenvolvimento subterrâneo. O veio principal foi cortado em janeiro de 2015 e, até o final do mesmo ano, a rampa passou a dar acesso a três níveis de desenvolvimento; deu-se início à produção de minério a partir das primeiras escavações. A atividade de produção comercial na mina São Chico foi declarada em 1o de janeiro de 2016. O minério é transportado, por via terrestre, da jazida São Chico à planta de processamento Palito.

A Mina de Ouro São Chico é uma área de 200 garimpos artesanais, próximos ao vilarejo São Chico, que consistem de trincheiras rasas e poços. O veio principal consiste de uma lente de quartzo-sulfeto rica em ouro que se estende por 100 metros com uma largura real de 0,9 a 2,9 metros. A lente se abre ao longo da direção para leste e no sentido do mergulho para oeste. O veio paralelo está localizado a 60 metros a sul do veio principal e é definido por uma direção de 80 metros de comprimento e uma profundidade de 75 metros, com mergulho acentuado para sul. Garimpos de superfície são realizados em pequenas trincheiras rasas a 350 metros ao longo da direção da mineralização conhecida, no veio principal. Valas abertas anteriormente produziram altos teores nesta área, que ainda não foi devidamente testada por perfuração.

O veio principal está localizado a 400 metros a leste, ao longo da direção, do veio principal e se caracteriza por vários garimpos artesanais em poços rasos (<15 metros de profundidade) e pequenas cavas a céu aberto, concentrados na área. Identificou-se uma zona de veios que apresenta orientação W-NW/subvertical com 1,6 a 2,9 metros de largura e localizada a 75 metros abaixo da superfície.

Foi identificado o potencial para descoberta de depósitos subparalelos cegos através da definição de recursos minerais inferidos no veio paralelo. A área imediatamente vizinha à mina São Chico requer mais exploração; algumas áreas com garimpos artesanais de superfície ainda não foram testadas por perfuração.

O depósito São Chico foi definido por uma direção de 500 metros de comprimento e uma profundidade de 150 metros através de uma combinação de intersecções e desenvolvimento subterrâneo. À medida que a empresa aprendeu mais a respeito do depósito, ficou claro que os altos teores de ouro estão hospedados em zonas discretas com mergulho acentuado, que, por sua vez, estão hospedados em zona de cisalhamento. Esta zona de cisalhamento pode ser facilmente definida, mas não há diferença visual entre áreas de alto e baixo teor de ouro e áreas estéreis. Portanto, é essencial que o planejamento de mina faça uso de níveis de desenvolvimento pouco espaçados e extensas sondagens de definição subterrâneas.

A mineralização no garimpo São Chico pode ser realizada através de cianetação direta, seguida de britagem e moagem. O minério passa por um circuito de concentração gravítica e o concentrado produzido, por um reator de lixiviação em linha (“ILR” – In-Line Leach Reactor), onde o ouro é lixiviado e depois recuperado por meio de processos convencionais de extração eletrolítica e fundição para produzir barras de ouro doré. Os rejeitos deste processo passam para uma planta de recuperação CIP, onde são misturados aos rejeitos de flotação da mina Palito.

A metodologia é uma combinação de lavra com realce aberto usando o método de lavra por recalque, nos moldes do que foi feito na mina Palito, e lavra com realce aberto por subníveis. No primeiro método, os níveis são espaçados verticalmente de 30 em 30 metros. Quando blocos de minério estão geológica e economicamente definidos, o minério/veio entre dois níveis é garimpado usando equipamento pneumático manual convencional e técnicas de perfuração e detonação. No método de lavra com realce aberto por subníveis, os níveis ficam mais próximos uns dos outros, normalmente a cada 15 metros, e quando os blocos de minérios estão definidos, o minério entre os subníveis é furado em uma série de furos mais longos, normalmente de 12 metros, e, sem seguida, detonado.